Em 2014, o negócio deixou de correr bem para a La Redoute. A conhecida empresa estava perder 50 milhões de euros por ano e o seu tradicional catálogo em papel continuava a ser o seu mais importante canal de vendas.

Eric Courteille, Co-presidente da La Redoute e da empresa de logística Relais Colis, partilhou na última edição do Business Transformation Summit quais os principais desafios que teve de enfrentar e quais as medidas drásticas que foram necessárias tomar para reinventar a La Redoute e evitar o seu colapso.

Para mudar as coisas, a gerência reinventou o seu modelo de negócio em torno de quatro pilares fundamentais:

  • Simplificou a gama de produtos para manter o foco em quatro das categorias mais vendidas;
  • Acabou com o catálogo e investiu fortemente no e-commerce;
  • Construiu um armazém automatizado para aumentar a eficácia e contar com menos staff;
  • Investiu no desenvolvimento do capital humano – mudou a cultura da empresa para melhorar a auto-estima e formou as pessoas para um melhor desempenho.

A gerência certificou-se ainda de comunicar a sua visão a toda a empresa, de uma forma inclusiva e inspiradora. Na verdade, Eric considera o pilar do “capital humano” o mais importante de todos, referindo que o fator humano deve estar sempre em primeiro lugar e que é apoiando plenamente as pessoas que se consegue reverter a sorte de uma empresa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui